SINTRAF Pinhalzinho e Região comemora a entrega de mais 18 unidades habitacionais

Imprimir
AddThis Social Bookmark Button

MINHA CASA MINHA VIDA II-PNHR

Sintraf Pinhalzinho e região comemora a entrega de mais 18 unidades habitacionais

O Sindicato dos Trabalhadores na Agricultura Familiar de Pinhalzinho e Região-SINTRAF, abrangência nos municípios de Pinhalzinho, Nova Erechim, Saudades, Modelo, Serra Alta, Sul Brasil e Bom Jesus Do Oeste, em parceria com a Cooperativa de Habitação Dos Agricultores Familiares - COOPERHAF entregaram simbolicamente na manhã desta quarta-feira, 13 de abril de 2016, dezoito novas unidades habitacionais, construídas dezessete em Pinhalzinho e uma em Nova Erechim. Como sempre, o grupo de beneficiários elege uma das propriedades para fazer o ato inaugural, que neste caso foi na propriedade do beneficiário André Luiz Parise, na Linha Boa Vista, interior do município de Pinhalzinho, SC.

Para o beneficiário André, “o programa é de grande importância para a realização deste sonho”!

DSC08844

Vindo ao encontro da fala do beneficiário, o Sr. Aérton Luis Valmorbida, coordenador do Sintraf Regional de Pinhalzinho, salienta que “essa famílias foram beneficiadas pela política pública do PNHR do grupo G1, onde estão recebendo R$ 28.500,00, desse total, 96% são subsidiados e 4% são devolvidos de acordo com o normativo”. 

Aérton segue destacando, que o programa MINHA CASA MINHA VIDA-PNHR, foi criado em 2009, mas desde 2004 o SINTRAF já vinha trabalhando com habitação, com recursos do FGTS e PSH.

É importante termos consciência do valor que significa essas unidades beneficiárias, são dezoito, que receberam a quantia de R$ 28 500,00 mil reais, logo são R$ 513.000,00 mil reais, e destes 96% é subsidiado. Para nós é motivo de orgulho ter a oportunidade de trabalhar com um programa que beneficia tanto a nossa Agricultura Familiar! Desde 2009, com a criação do PNHR são aproximadamente 700 unidades habitacionais em nossa base de atuação, e estamos na expectativa de aumentar esses números.

É um passo de cada vez, e esse caminhar começou com a procura dos interessados em se enquadrar no programa, quando procuram as sedes sindicais para sanear dúvidas e esclarecimentos sobre o programa, segue com a documentação necessária, níveis de enquadramento formalizados pela normativa, devidamente seguida para o bom funcionamento desse importante programa. Grupo montado, então é encaminhado a COOPERHAF que faz a análise documental, engenharia e quando estiver tudo certo é encaminhado ao Agente Financeiro, nesse caso, Banco do Brasil, que após efetuar também mais uma análise documental, aguarda a autorização para contratação do grupo. Efetuada a contratação, logo é permitido começar as obras, levando sempre em total consideração o modelo de obra escolhido. Seguem encontros entre beneficiários, o SINTRAF e demais entidades parceiras ao longo da execução da obra, debatem e informam elementos importantes para o desenvolvimento do projeto entre elas, as orientações para construção habitacional; organização, cooperativismo e associativismo na Agricultura Familiar; construção de um ambiente saudável e sustentável; gestão financeira da propriedade, e hoje, para finalizar o dia na propriedade, onde são realizadas oficinas temáticas, e a confraternização do grupo, que sempre conta com a participação de autoridades regionais e imprensa, além das entidades parceiras e de nossa equipe de trabalho e dirigentes.

O trabalho ainda segue, agora precisamos finalizar o grupo e, para que isso aconteça de maneira satisfatória ainda tem alguns documentos a serem providenciados a partir desta data, bem como a finalização do pagamento.

Equipe Sintraf Pinhalzinho.