Balanço positivo para o Crédito Fundiário

Imprimir
AddThis Social Bookmark Button
m_0-0

O ano de 2015 fecha com balanço positivo para o Programa Nacional de Crédito Fundiário. Mais de 138 mil agricultores familiares foram atendidos pela política pública e a arrecadação de retorno ao Fundo de Terras chegou a meta de R$ 185 milhões, além disso, 30 mil famílias receberam assistência técnica (ATER). O balanço foi apresentado durante a Oficina Nacional de PNCF que aconteceu em Brasília.

Para 2016 a expectativa é de que o acesso ao Programa no Minha Casa Minha Vida Rural seja simplificado. “Precisamos desburocratizar o acesso ao PNCF. A equipe que participa da oficina possui capacidade e legitimidade para elaborar propostas que atendam essa necessidade”, disse o coordenador de Administração e Finanças da FETRAF-SC, Marcos Rozar.

A oficina, que reuniu movimentos sociais e o governo Federal, discutiu as melhorias do programa e os aprimoramentos que devem ser feitos para tornar o programa mais acessível aos agricultores familiares.

Neste ano algumas reivindicações do PNCF foram atendidas: aumento nos tetos de renda e patrimônio (Decreto 8.500); o aperfeiçoamento dos Sistemas (SIG-CF e SMMT) e o Crédito Fundiário na WEB, que simplifica e agiliza a tramitação das propostas de financiamento.