Imprimir
Publicado: 07 Outubro 2016
Acessos: 798


A intervenção de setores mais retrógrados da sociedade brasileira que levaram ao impeachment dá presidente Dilma Rousseff para alocação de articuladores inseridos em seu próprio governo levaram há uma certa desmotivação que potencializou ainda mais descrédito a política e ao voto como instrumento da verdadeira mudança. Foi inserido neste cenário que iniciamos o pleito eleitoral em Santa Catarina, desafiados ao convencimento de nossos companheiros de luta da importância em participar da disputa eleitoral. Sabemos que avanços em políticas públicas para agricultura familiar municipal depende muito da nossa luta e os representantes que temos nas esferas no executivo e legislativo.
A Fetraf ao longo de sua história foca na formação de seus quadros sindicais, líderes de base e novas lideranças visando atuação no campo da organização, da institucionalidade das políticas públicas, nos espaços do debate político e motivação para a disputa dos espaços no legislativo municipal. Este ano embora tantos desafios enfrentados podemos fazer uma avaliação muito positiva no resultado das eleições, não só pelo expressivo número de lideranças eleitas, reeleitos, mas também pelos que não alcançaram a votação necessária mas fizeram belas, propositivas campanhas em suas bases.
Em Santa Catarina nossas bases Sindicais numa avaliação prévia no levantamento de dados elegemos 42 vereadores, destes, aproximadamente 90% tem como profissão agricultor familiar. A direção da Fetraf parabeniza Ilton Carvalho e Virginio Moretti diretores da federação, e em nome deles todos os demais eleitos que colocaram o nome à disposição. Nossos agradecimentos a todos que não conseguiram atingir o coeficiente eleitoral e aos dirigentes que contribuíram na campanha porque acreditam na nossa luta, na importância de termos os nossos representantes no legislativo municipal.
Fonte: Secretaria de Comunicação Fetraf SC